Foto: Christian Hartmann/Reuters

Investing.com – Os representantes que controlam o cartel de petróleo Opep+ adiaram uma reunião de dois dias marcada para terça-feira para o final de maio, deixando intacta a decisão anterior de flexibilizar os cortes de produção, apesar da catástrofe da Covid na Índia, o terceiro maior importador de petróleo.

Os preços do petróleo subiam, recuperando-se da queda de segunda-feira, com os investidores observando de perto a situação de pandemia global, incluindo no Japão, o quarto maior comprador de petróleo, que declarou estado de emergência em meio aos preparativos para as Olimpíadas de Tóquio daqui a 87 dias.

“O petróleo recuperou algumas perdas da sessão anterior. No entanto, é provável que os ganhos permaneçam limitados à medida que a crise da Covid continua”, disse Sophie Griffiths, que dirige pesquisas para o Reino Unido e EMEA na corretora online OANDA.

O West Texas Intermediate negociado em Nova York, a referência para o petróleo dos EUA, subia 37 centavos de dólar, ou 0,6%, a US$ 62,28 às 12h48 (horário de Brasília), após máxima na sessão de US$ 62,83.

O Brent negociado em Londres, a referência global para o petróleo, subia 30 centavos, ou 0,5%, para US$ 65,33. O pico da sessão para o Brent foi de US$ 65,89.

A Opep+, de 23 membros, compreende os 13 membros originais da Opep, ou Organização dos Países Exportadores de Petróleo, liderados pela Arábia Saudita, e 10 outras nações produtoras de petróleo comandadas pela Rússia.

O grupo anunciou no início deste mês seu primeiro aumento significativo na produção em um ano, depois de reter pelo menos 7 milhões de barris por dia na produção desde abril de 2020.

A Opep+ disse que bombeará 350.000 barris adicionais por dia em maio e junho, e mais 400.000 barris diários em julho.

Os preços do petróleo caíram para um valor histórico de menos US$ 40 por barril em abril de 2020 no auge da destruição da demanda causada pela Covid-19. Os cortes de produção desde então ajudaram o mercado a se recuperar, com a recuperação se acelerando particularmente após as descobertas de vacinas em novembro.

Um comitê técnico conjunto da Opep+ que se reuniu na segunda-feira previu que o excesso de petróleo acumulado no auge da pandemia quase acabou no final do segundo trimestre – apesar da situação da Covid na Índia e no Japão.

O comitê viu o fornecimento de petróleo cair 1,2 milhão de barris por dia e a demanda aumentar 6 milhões de barris por dia em 2021, disseram os relatórios.

Fonte: investing.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Conselheiro da Petrobras critica Bolsonaro por ameaça de interferência

Marcelo Mesquita, conselheiro eleito pelos minoritários da Petrobras, criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por declarações feitas ontem, em transmissão ao vivo, sobre o preço do combustível no Brasil.

Transportadores de combustíveis entram em greve em Minas por redução de ICMS do diesel

Transportadores de combustível entraram em greve essa semana pedindo a redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o diesel em Minas Gerais.

ANP paralisa leilão de biodiesel quando o valor estava 3 vezes superior ao diesel

A nova rodada de leilão de biodiesel foi paralisada no final da manhã desta terça (6), quando o valor estava a R$ 7,50 o litro, considerado alto demais por agentes do mercado de combustíveis.