Resumo Semanal Combustíveis 08/Maio/2020

Preço dos combustíveis caem 9,6% e puxam deflação em Abril/20, segundo IBGE….

Bolsonaro diz que não vai aumentar CIDE da gasolina, para saltar setor sucroenergético…

ANP aponta pior consumo de combustíveis em março, desde 2011….

Demanda por etanol cai 49% em abril e por gasolina 35%….

Petrobras eleva preço da gasolina em 12% nas refinarias do país….

Preço dos combustíveis recuam na semana segundo ANP….

• Petrobras tenta contornar excesso de combustível, utilizando tanques de terceiros….

Fecombustiveis critica aumento da CIDE e sugere zerada PIS/COFINS do etanol….

Demanda por petróleo deve ter recuperação longa e incerta…

Petrobras exporta recorde de petróleo em abril, apesar da crise….

DIESEL: Diesel se mantém estável nas refinarias do país….

O preço do diesel comercializado no país está um pouco acima do produto comercializado no mercado externo, isso abre espaço para que a Petrobrás aumente o preço do produto no mercado interno, segundo nosso modelo de tendência.

Nossa recomendação e manter os estoques cheios nesse momento.

GASOLINA:  Gasolina aumenta 12% nas refinarias do país…

Essa alta já era esperada, segundo nosso modelo de tendência, antes da alta anunciada, a gasolina comercializada no país estava cerca de R$ 0,40/L, mais cara do que a gasolina comercializada no mercado externo.

Mesmo com a alta anunciada, a gasolina brasileira está sendo comercializada R$ 0,42/L, abaixo da gasolina comercializada no mercado internacional, o que abre espaço para mais alta no preço do produto.

Recomendamos a manutenção dos estoques cheios.

ETANOL: Etanol tem semana de alta, seguindo a tendência da gasolina.

Etanol fecha a semana com alta de 4,18%, cotado a R$ 1,3825/L, segundo o índice ESALQ.

www.valencioconsultoria.com.br

Etanol segue assombrado por Petrobras (PETR4) desidratar mais a gasolina, após o diesel

O etanol hidratado foi poupado no final da semana passada, quando a Petrobras (PETR4) apenas diminui o preço do diesel. Mas seguiu e segue assombrado pela possibilidade real de que a estatal reduza a gasolina também.

Goldman Sachs reduz projeções para petróleo no curto prazo, mas segue vendo preços acima de US$ 100 o barril

Os preços do petróleo brent tiveram queda de 25% desde o início de junho, fechando a última sexta-feira (5) na casa dos US$ 94 o barril, sendo puxados recentemente por uma crescente gama de preocupações: recessão, política de Covid-zero da China e setor imobiliário, liberação de reservas estratégicas dos EUA e produção russa se recuperando bem acima das expectativas.

ANP rejeita aumento de estoques mínimos de diesel, em alívio para distribuidoras

A diretoria da ANP rejeitou nesta sexta-feira, 5, uma proposta de aumento de estoques mínimos de diesel A (puro) S10 entre setembro e novembro para mitigar riscos de desabastecimento em meio à oferta global apertada do combustível, mas aprovou um reforço do monitoramento do suprimento nacional.