A Opep+ mantém 5,8 milhões de barris por dia fora do mercado (Imagem: REUTERS/Angus Mordant/File Photo)

A Rússia avalia propor um aumento da produção de petróleo da Opep+ na reunião do grupo na próxima semana para aliviar o déficit de oferta, de acordo com autoridades a par do assunto.

O governo de Moscou estima que o déficit global persistirá no médio prazo, disseram duas autoridades, que pediram para não serem identificadas. A posição final do país no encontro de 1º de julho ainda está sendo definida, disse outra fonte.

A possível proposta da Rússia de aumentar a produção poderia mais uma vez colocá-la no lado oposto do debate com a Arábia Saudita, que normalmente adota uma postura mais cautelosa em meio à preocupação de que novas ondas de Covid-19 possam atrasar a recuperação econômica global.

O desacordo sobre a política levou as duas nações a uma breve guerra de preços em março de 2020, embora as reuniões seguintes tenham resultado em um acordo.

A Agência Internacional de Energia recomendou que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados comecem a usar a capacidade de produção extra para elevar a oferta devido ao aquecimento da demanda.

O Goldman Sachs estima um déficit de 3 milhões de barris por dia no mercado, citando a falta de crescimento significativo da produção do Irã, da Opep e de produtores de gás de xisto.

A Opep+ ainda mantém 5,8 milhões de barris por dia fora do mercado.

As maiores produtoras de petróleo da Rússia disseram este mês que a coalizão deve continuar aumentando a produção para atender ao maior consumo global.

O vice-primeiro-ministro da Rússia, Alexander Novak, se reúne com empresas nesta terça-feira para discutir a situação do mercado.

Fonte: Bloomberg

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preço nos postos: Enquanto gasolina cai, etanol sobe e perde competitividade

Preço médio do biocombustível ainda é economicamente vantajoso para o consumidor em cinco estados

Interrupção do leilão de biodiesel impediu que os preços caíssem, diz Abiove

A interrupção precoce do 79º leilão de biodiesel, realizada pela reguladora ANP nesta semana a pedido do Ministério de Minas e Energia, impediu que os preços do biocombustível caíssem com o desenvolvimento do certame, afirmou nesta quinta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Opep+ concorda em aumentar produção a partir de maio após ligação dos EUA a sauditas

A Opep+ concordou nesta quinta-feira em diminuir gradualmente seus cortes na produção de petróleo a partir de maio, depois que o novo governo dos EUA pediu à Arábia Saudita para que mantenha preços da energia em níveis acessíveis, espelhando prática de Donald Trump.

Petróleo sobe com potencial obstáculo em negociações com Irã

Os preços do petróleo subiam nesta segunda-feira em meio a potenciais entraves a uma retomada do acordo nuclear de 2015 com o Irã, que poderia aumentar a oferta de petróleo, enquanto o Goldman Sachs afirmou que o cenário de alta dos preços da commodity se mantém mesmo com aumento nas exportações iranianas.