Imagem: adobestock.com

O setor de etanol do Brasil saiu “mais relevante” do que entrou na pandemia, à medida que a sociedade passou a valorizar produtos que são ambientalmente mais sustentáveis, disse nesta terça-feira o presidente da União da Indústria de Cana (Unica), Evandro Gussi.

Ele disse a jornalistas que estudos mostrando relações entre as mudanças climáticas e o surgimento de pandemias reforçaram a importância de combustíveis que emitem menos poluentes e gases do efeito estufa.

Na parte econômica, o setor foi beneficiado pelo câmbio e forte demanda pelo açúcar brasileiro, cuja produção em 2020/21 será recorde. Além disso, a demanda por etanol, que caiu fortemente durante a pandemia, vem sendo recuperada.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

RenovaBio: ANP divulga cumprimento de metas 2019-2020

A ANP divulgou hoje (19/01) em seu portal informações detalhadas sobre a comprovação da meta individual de 2019-2020 por cada distribuidor de combustíveis.

Distribuidoras na defensiva à espera da Opep tiram liquidez do etanol esta semana

Enquanto a Petrobras (PETR3; PETR4) aguardava a resolução da reunião dos países…

Consumo de combustíveis tem pior março desde 2011, aponta ANP

No primeiro mês de medidas de restrição à circulação de pessoas, como estratégia de enfrentamento à pandemia da covid-19 no Brasil, o consumo de combustíveis caiu 5,3% em março, na comparação com igual período do ano passado.

BR vê reação para combustíveis no início de 2021, similar ao 4º tri de 2020, diz CEO

A BR Distribuidora (BRDT3), maior empresa do setor de distribuição de combustíveis do Brasil, vê cenário favorável à reação do mercado no início de 2021, assim como no fim de 2020, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo da companhia, Rafael Grisolia.