As vendas de etanol pelas empresas do centro-sul acumulam retração de 8,64%, somando 27,21 bilhões de litros (Imagem REUTERS/Sergio Moraes)

A vendas de etanol pelas unidades produtoras do centro-sul alcançaram 1,29 bilhão de litros nos primeiros 15 dias de fevereiro, aumento de 5,32% sobre a mesma quinzena de 2020, com o mercado interno absorvendo 98% do volume, disse a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta quarta-feira.

No mercado doméstico, o volume comercializado de etanol anidro (usado como mistura na gasolina) atingiu 425,13 milhões de litros, com alta de 8,18% sobre a mesma quinzena de 2020.

Seguindo a mesma tendência, as vendas de etanol hidratado aumentaram 3,85%, totalizando 839,72 milhões de litros, disse a Unica em relatório.

Na segunda quinzena de janeiro, as vendas pelas unidades produtoras já tinham aumentado, no primeiro crescimento quinzenal da safra 2020/21, uma temporada afetada pelos impactos da pandemia.

No acumulado desde o início da safra 2020/2021 até 16 de fevereiro, as vendas de etanol pelas empresas do centro-sul acumulam retração de 8,64%, somando 27,21 bilhões de litros.

Com o setor de cana ainda na entressafra, a produção de etanol do centro-sul somou apenas 134 milhões de litros na primeira quinzena de fevereiro, alta de 28,8% na comparação anual, segundo a Unica.

Apenas três usinas de cana operavam até o final da primeira quinzena, além de cinco unidades de fabricação de etanol de milho e duas “flex” (para ambas matérias-primas).

A Unica disse que a produção de etanol de milho do centro-sul segue como destaque na entressafra de cana, respondendo por 110,9 milhões de litros do total na primeira metade do mês.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Sauditas querem que Opep+ mantenha cortes de oferta atuais até junho

A Arábia Saudita está preparada para apoiar uma prorrogação dos cortes de oferta de petróleo pela Opep e seus aliados até junho, assim como para prolongar seus próprios cortes voluntários de produção, visando impulsionar os preços da commodity em meio a uma nova onda de “lockdowns”, disse uma pessoa com conhecimento do assunto na segunda-feira.

Preços do petróleo recuam com temores de 2ª onda de coronavírus

Novos cortes de produção pela Arábia Saudita amenizaram temores quanto o excesso de oferta e limitaram as perdas.

Como são formados os preços da gasolina e diesel?

Depois de uma forte queda nos primeiros meses da pandemia, os preços dos combustíveis na bomba aumentaram desde meados do ano, conforme as atividades econômicas foram retomadas após a fase mais rígida do isolamento social contra a disseminação do coronavírus.

BR Distribuidora, Ipiranga e Raízen lideram metas de CBios para 2021, aponta ANP

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta…