A Cosan divulgou nesta sexta-feira (17) os dados operacionais das últimas quatro semanas, com os impactos do isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus. “Cabe reiterar que os indicativos são preliminares e têm apresentado evolução diária, à medida que o cenário de isolamento se altera”, destaca a empresa.

Na Raízen Combustíveis, foram registradas quedas de 50% nas vendas do ciclo otto (gasolina e etanol) e de 25% nas vendas de diesel. No segmento de aviação, a demanda segue impactada pela redução das malhas operadas por seus principais clientes, com as vendas chegando a cair até 80%.

Na Raízen Energia, a demanda por etanol apresentou redução em linha com a menor demanda por combustíveis. “No açúcar, as vendas já haviam sido contratadas para a safra 2020/21 que acaba de iniciar, não tendo apresentando impactos relevantes na sua programação de comercialização”, diz a companhia.

A demanda da Comgás caiu 40% no segmento industrial. No comercial, a demanda vem apresentando retração de até 60%, enquanto, no segmento residencial, houve expansão da demanda em cerca de 10% em função da restrição na circulação das pessoas.

A empresa também controla a Moove, de lubrificantes, cuja demanda apresentou redução média de 50% nas últimas semanas, no Brasil e nos demais países de atuação.

A Cosan ainda informou que discutirá medidas colaborativas no período de pandemia e os principais impactos nos negócios em uma videoconferência em 23 de abril, que será divulgada em seu site.

Fonte: G1 Economia

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petrobras reduz preço da gasolina em 8% nas refinarias; diesel cai 4%

Preço da gasolina nas refinarias já caiu cerca de 50% desde o início do ano, mas recuo para o consumidor nas bombas foi bem menor.

ETANOL/CEPEA: Procura diminui e cotações recuam novamente em São Paulo

O volume de etanol hidratado negociado no mercado spot paulista na última semana permaneceu praticamente estável, e o preço do biocombustível seguiu em queda.

Opep+ mantém plano de flexibilizar cortes de produção de petróleo, diz Novak

O ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, afirmou nesta quarta-feira que a Opep+…