Em agosto, o volume de etanol hidratado comercializado foi o maior da temporada 2020/21 (que se iniciou oficialmente em abril), conforme levantamento do Cepea. Na comparação com julho, a elevação foi de 20,6%, porém, frente a agosto de 2019, houve queda de 12,7%.

Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário reflete a flexibilização da quarentena em diversas regiões do País, o que elevou o consumo de etanol. Além disso, nas bombas, os preços do biocombustível seguem mais vantajosos do que os da gasolina, também influenciando a demanda pelo produto.

Quanto aos preços, a média do Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado nas semanas cheias de agosto foi de R$ 1,7184/litro, alta de 4,99% na comparação com as semanas cheias de julho. Para o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol anidro, o aumento foi de 5,08%, com média de R$ 1,9509/litro no spot.

*Informações do boletim informativo do Cepea.

Fonte: Agrolink

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preços dos combustíveis nos postos recuam na semana, diz ANP

De acordo com o levantamento semanal da ANP, o valor médio do litro da gasolina recuou 0,3%, para R$ 4,537. Foi a quarta queda seguida.

Resumo Semanal Combustíveis 05/Jun/2020

Confira as principais informações e tendências da semana sobre o mercado de combustíveis no Brasil.

Custo da soja pressiona biodiesel, mas não haverá ruptura na produção

Para o presidente da Ubrabio, Juan Diego Ferrés, gordura animal e óleos vegetais ganham participação na fabricação

Recuperação da demanda por petróleo perde força no restante de 2020, diz IEA

A IEA (Agência Internacional de Energia, na sigla em inglês) cortou sua…